O ser humano, como todos nós sabemos, é um ser social. Vivemos em grupo e sentimos prazer quando podemos, de alguma maneira, proporcionar o bem estar ao outro. A realização do trabalho voluntário; a gentileza; a doação, entre outros, são comportamentos que trazem saúde mental e física para quem está envolvido na proposta de fazer o bem.

Ser altruísta é ser genuinamente solidário. É a arte de ajudar o outro sem esperar nada em troca e é uma prática que acontece no mundo inteiro. Fazer o bem é tão benéfico e contagioso, que muito profissionais de saúde afirmam que é um excelente remédio para se sentir melhor e mais feliz.

Quem se envolve em fazer o bem, fica horas e horas ou até mesmo o dia inteiro, às vezes por muitos dias em situações que não oferecem nenhum conforto, como se observa em situações de calamidade em grandes proporções. Conforme relato de diversas pessoas, referem que se sentem bem e felizes em estarem envolvidos nesse tipo de trabalho.

Há também pessoas envolvidas em atitudes simples do dia a dia. Estar atenta a sua volta e perceber o outro em situações diversas, como ajudar uma pessoa com dificuldade em atravessar a rua, dar seu lugar no ônibus a pessoas mais velhas, fazer uma visita em um abrigo ou orfanato, são comportamentos solidários que podem fazer toda diferença no seu dia.

Embora podemos pensar que o tempo é curto, por conta de trabalho, família, compromissos, enfim, muitas situações que podem fazer parte da nossa rotina, sempre há um tempinho para a prática do bem.

Pesquisas apontaram que ser voluntário faz bem ao coração e eleva o sistema imunológico, além de aumentar a vitalidade, assim como, a expectativa de vida. Mas é importante lembrar que, precisamos estar verdadeiramente envolvidos. Esperar alguma recompensa, não rola! É melhor continuar onde está para evitar frustração.

Um forte abraço!

About The Author

Envie seu comentário

Seu email não será publicado.