Desconheço férias que terminem sem que a insolação comece. De primeiro grau ou de segundo, cujas lesões são superficiais e mais intensas, respectivamente. Ou a perigosa, que afeta os músculos e ossos, em terceiro grau.  Quando retornar ao convívio social à República dos Camarões (não é assim que todos ficam?) os sintomas são evidentes de que algo foi afetado nos músculos da cara e num dos 22 ossos do crânio. Basta observar pelos sintomas, todos de igual importância, listados aqui aleatoriamente. “Fui pro exterior” é um deles. Acomete os que só conseguiram chegar ao Paraguai ou Buenos Aires, mas com cara de quem desembarcou de Nova Iorque. Por sinal, são destinos incríveis em qualquer estação do ano, os três. Mas por que omitir se a segunda pergunta será “qual país?”. “Tirei uns dias de sabático” é outro sintoma. Ataca os que saíram de cena para ir ao supermercado, à feira, ao shopping e a outros destinos nos quais foram vistos por todo mundo.  Ficar “em casa” no mês de julho é opção para muitos, principalmente os que estão habituados a viajar o ano inteiro e que dispõem de autonomia e êxito profissional para determinar quando e onde serão as férias, de preferência quando a malha aérea, nacional e internacional, estão regulares, sem milhares de pessoas cheias de bagagem, sombreiro do México… Camisa de Dubai…  De todos os sintomas nenhum supera o “Quem nem em”. Ah! “quem nem em” é digno de tirar mais 30 dias de férias, da pessoa que apresenta esses sinais, é claro. Aquela gente que quando você dá “bom dia!” afirma ter sorrido igualzinho ao mensageiro doTown House Duomo, em Milão. Que exclama ter de beber espumante que não chega nem aos pés da taça de Boërl & Kroff Brut que virou o seu preferido em Londres. A comida “quem nem em”; “que nem em” aquela roupa que a amiga afortunada, que também estava na comitiva, chegou ao restaurante na Áustria. Salve-se quem puder! E de tantos quantos forem possíveis! Se EU fosse TU nem perguntava pra ELE porque vai ser melhor pra NÓS, é o melhor remédio. Porque pior do que as férias terminarem é o início da temporada de gente cheia de insolação.

About The Author

Envie seu comentário

Seu email não será publicado.