De um modo geral, somos consumistas. Porém, quando se refere a relações humanas, que envolve sentimentos, tentamos ser econômicos e poupadores, até mesmo sedentário emocional. Muito embora, estamos sempre envolvidos por uma força maior, consciente e inconsciente, com uma descarga de sentimentos que drena, ainda que, de forma inadequada. Até porque, não somos treinados e educados para sermos regentes dos nossos próprios sentimentos. Sentimentos de toda ordem que entendemos como energia econômica.

Os sentimentos são emoções construtivas. A diferença entre sentimentos e emoções são distintas e sutis. Exemplo: sentimos amor, podemos gerar paixões (emoções); sentimos tristeza, podemos gerar depressão (emoção); sentimos medo, podemos gerar pânico (emoção), e assim por diante.

Exercitamos muito pouco os sentimentos que geram emoções construtivas. Ou melhor, pensamos muito pouco o que sentimos. Sentimentos carregam nossas verdades que, invariavelmente desconhecemos. Guardamos pelo simples fato de não aprendermos a pensar no que sentimos. Gastamos muito pouco dessa energia econômica que é gerada. E energia retida, vai precisar ser liberada de alguma forma.

Quando aprendemos a consumir nossos próprios sentimentos, organizamos nossas emoções. E o mais interessante é que passamos a consumir menos objetos externos. Nos tornamos mais seletivos até financeiramente e menos predadores consumistas e o que é melhor, nos aproximamos do equilíbrio.

Inicialmente dói, mas quando aprendemos, constrói. Os economistas de formação acadêmica, não conseguem fazer essas operações no papel, são operações que vão muito além da razão. Embora a razão dê um suporte, mas só o coração reconhece e elabora.

Conhecer a si mesmo é fundamental e mágico. É libertador. Tente aprender a avaliar seus próprios sentimentos e você irá descobrir o que lhe dar prazer e também desprazer. Não tenha medo de si mesmo, você irá se surpreender com tantas mudanças na sua vida.

Fique atento! Um forte abraço!

About The Author

One Response

Leave a Reply

Your email address will not be published.