Se ninguém pedir traje de banho emprestado. Se todos contribuírem a geladeira do anfitrião. Se a música, por mais alta que seja, respeite os limites auriculares da coletividade. Se os despertadores tocarem dentro dos limites do dono da casa. Se os banheiros forem utilizados com higiene e cuidado. Se os convidados forem restritos aos que dispõem de convites, sem levar a galera que divide quarto em outra habitação. Se as crianças forem orientadas a observarem a harmonia dos brinquedos e das guloseimas como os coleguinhas. Se os adultos, por sua vez, se contentarem em somente olhar a delícia que os outros hóspedes levaram, mantendo a integridade do produto na geladeira. Se as roupas de cama chegarem junto com os hóspedes. Se as toalhas molhadas pós-praia forem estendidas em tempo de secar para nova rodada. Se as roupas íntimas não forem estendidas no box como backstage de preview. Se o cinto de segurança for a melhor companhia. Se a bebida servir pra estimular sem sentar no banco de dirigir. Se as necessidades fisiológicas não forem deixadas na areia, assim como o lixo da cabeça do camarão e dos palitos de picolé. Se as cadeirinhas para os baixinhos forem utilizadas corretamente e eles não passem ao colo pra caber mais algum amigo. Se os amigos entenderem que um veículo passeio tem capacidade e não é van, tampouco ônibus de linha. Se os feromônios e a testosterona aguentarem até chegar em casa e dispensarem a luz da lua e o brilho dos olhos alheios. Se a disponibilidade com o fogão para os quitutes e com a vassoura para a limpeza chegarem às mãos de todos os convivas. Se você conseguir o pódio de anfitrião perfeito e convidado mais que desejado a cada novo weekend, vai dar praia, com certeza!

About The Author

Leave a Reply

Your email address will not be published.